intro.jpg (2918 bytes)

 

O V IBERCOM decorreu no Porto um mês depois da Cimeira Ibero Americana de Chefes de Estado que nesta cidade teve também lugar.

Foi o primeiro a realizar-se em Portugal e tem por objectivo proporcionar um debate alargado sobre temas actuais da investigação em comunicação e lançar as pistas para o intercâmbio investigativo que tem faltado entre os diferentes países, do grande espaço ibero-americano.

As mudanças tecnológicas, políticas e económicas da ultima década estão a originar novas perpectivas sobre a Comunicação, a sua especificidade e importância.

As potencialidades das tecnologias digitais estão a transnacionalizar os fenómenos da comunicação.

Nunca como hoje, os sistemas de comunicacionais estiveram tão presentes na evolução da sociedade. Fala-se em mediocracia com referência a um determinado sistema, mas não se pode esquecer a inovação nos sistemas da Publicidade, da Comunicação Organizacional, do Marketing, da Comunicação Política, etc.

Do ponto de vista epistemológico, cultural, político, histórico, filosófico, social, etc., impõe-se, neste final de século, uma reflexão aprofundada sobre as relações de conflito e reforço de dois campos analíticos inseparáveis: comunicação e sociedade.

A tão falada "sociedade da informação", cuja construção está a ser acelerada pelas autoestradas digitais, coloca no epicentro do debate deste final de século os sistemas e processos da Comunicação.

Novos paradigmas emergem e com eles surgem muitas interrogações sobre o campo comunicacional.

Nos vários países que integram o espaço plural ibero-americano têm-se desenvolvido inúmeras pesquisas sobre o vasto campo da Comunicação nos últimos anos. Apesar do seu evidente crescimento, o conhecimento recíproco dos resultados investigativos é ainda limitado. A informação circula pouco. As potencialidades para estudos e experiências transnacionais são, todavia, grandes.